As infecções por COVID-19 causam impactos não só na saúde, como também nas áreas sociais, econômicas, políticas e culturais de formas nunca antes vistas na história recente das epidemias.(1) Nesse contexto, a vacinação em escala global é o principal desafio da atualidade. Além de proteção individual, a vacinação evita a propagação da doença e consequentemente diminui o risco de morte e de sequelas graves na população em geral.(2)

Vacinas de vírus inativados, atenuados, subunidades proteicas, recombinantes e vetores virais, além daquelas que utilizam novas tecnologias de ácidos nucléicos (DNA e RNAm), foram desenvolvidas e estão sendo disponibilizadas em tempo recorde.(2) Em consequência dessa aceleração do desenvolvimento, ainda existem lacunas no conhecimento das eficácias das vacinas e do tempo de memória imunológica. No Brasil, apesar dos grandes obstáculos ao plano nacional de vacinação, as primeiras doses já estão sendo aplicadas, o que certamente ajudará no enfrentamento da doença.(3)

Informações epidemiológicas e os estudos publicados nas principais revistas científicas categorizadas em todo o mundo são fundamentais para consolidar e estruturar os conhecimentos sobre o COVID-19, além de orientar a construção de estratégias seguras ao combate à pandemia. Nesse sentido, a Revista Urominas continuará expandindo e disponibilizando conhecimentos sobre esse tema tão importante nesse momento de vigilância, de bom senso e investigação científica em que vivemos. Nessa edição, além dos artigos originais e relatos de casos de grande relevância em todas as áreas da urologia, teremos o editorial especial sobre “COVID-19 e a saúde sexual masculina” elaborado pelo professor Dr. Augusto Barbosa Reis. Desejamos uma leitura proveitosa a todos!

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
1.World Health Organization. A year without precedent: WHO’s COVID-19 response. www.who.int/news-room/spotlight/a-year-without-precedent-who-s-covid-19-response. (Acessado em 28 de fevereiro de 2021).
2.World Health Organization. COVID-19 vaccines (who.int). www.who.int/emergencies/diseases/novel-coronavirus-2019/covid-19-vaccines. (Acessado em 28 de fevereiro de 2021).
3.Domingues, CMAS. Desafios para a realização da campanha de vacinação contra a COVID-19 no Brasil. Cad. Saúde Pública 2021; 37(1):e00344620.